Piratini é realmente um dos mais belos lugares do mundo; dividida em duas regiões: uma de planícies e a outra montanhosa. O viajante não tem precisão de dizer nem de pedir coisa alguma; entra em qualquer habitação, vai direto à câmara de hóspedes; os criados aparecem sem que sejam chamados, descalçam-no e lavam-lhe os pés. Fica ali quanto tempo quer e, quando lhe apetece, retira-se sem despedir-se nem agradecer; e, apesar desta descortesia, outro que venha depois dele não é recebido com menos agrado. É a juventude da natureza, o erguer da humanidade.

Giuseppe Garibaldi.